HOMENAGEM: Amigos fazem homenagem a Irmã que tirou a vida essa madrugada em Marília - Cânticos CCB - Baixar Hinos - O Maior Conteúdo CCB

Destaques


Post Top Ad

Post Top Ad

17 de setembro de 2019

HOMENAGEM: Amigos fazem homenagem a Irmã que tirou a vida essa madrugada em Marília

Mais um suícidio em Marília.

HOMENAGEM: Amigos fazem homenagem a mulher que tirou a vida essa madrugada em Marília.



#LUTO
Hoje passei mal na madrugada, fui para o hospital, na volta me deparo com um acidente, achei que não era nada grave, até descer do meu carro, vi uma mulher magrinha, indefesa estendida no chão, de saia e com um longo pano enrolado na mão, creio que ela fez a sua última oração.😭
Logo sabemos que ela havia se deitado na rodovia, e o pior aconteceu, um caminhão passou por cima dela, cena triste que até agora não saiu da minha cabeça, não consegui dormir até agora, na hora eu falava: Espero que não seja alguém que eu conheça! Eu sempre falo isso! E infelizmente SIM! Eu à conheço, uma serva temente à Deus, que o servia de um puro e sincero coração, perdeu seus pais recentemente e não suportou a dor, e achou a maneira de acabar com essa dor, a maneira que muitas vezes pensei em fazer, mas não tive coragem, é lamentável Irmã Irene, peço desculpas pela sociedade que posta #setembroamarelo e não pratica a empatia, o amor ao próximo, na hora que acontece o pior, daí vão pagar de "empáticos" Pq eu não ajudei? Pq eu não percebi?🙄
Não foi falta de Deus, não foi covardia, parem de julga-lá e simplesmente falar que não vão ao velório pq ela cometeu o suicídio! Melhor nem irem mesmo, pq só vão pra ficar de canto, olhando torto, com a mão na boca, julgando como se fossem o próprio Deus, e estão cometendo um pecado horrível.
O Deus que eu sirvo prega o amor e a caridade, façam as suas partes, pelo menos o mínimo, orem pela alma da Irene, peçam à Deus misericórdia, sabemos pela bíblia que o suicida não herda o reino dos céus, mas servimos à um Deus de amor, um Deus justo e que usa de misericórdia para com seus filhos.
Irene combateu o bom combate! Eu espero vê-la na ressurreição, se assim eu tbm for fiel à Deus, suas obras serão contabilizadas, e acredito em meu coração que Deus fará o melhor.
Oremos pela família enlutada, quem fica aqui sobrevive à tudo, quem fica tem que suportar essa dor que é devastadora.
Deus conforte o coração de cada um, perder quem amamos, é desumano.
A paz de Deus esteja com você irmã Irene
#quevcencontreapaz #CCB

Fonte: Ester Fraidemberg

A NOTICIA

Elisete tinha 50 anos (Foto: Arquivo Pessoal)
Uma mulher morreu após se jogar na frente de um caminhão na Rodovia Dona Leonor Mendes de Barros (SP-333) na madrugada desta terça-feira (17) na zona Norte de Marília.
De acordo com o Boletim de Ocorrência, por volta de 2h55 a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) foi acionada para atender um atropelamento no quilômetro 325 + 50 metros.
Ao chegar no local, o motorista do caminhão de 41 anos relatou que seguia no sentido Marília a Júlio Mesquita pela direita quando a mulher pulou rapidamente na rodovia e deitou na faixa de rolamento.
O motorista tentou desviar, mas não teve tempo, acabou atropelando a vítima e perdendo o controle do veículo batendo em seguida na mureta central.
A PRE fez contato com a concessionária que administra a rodovia e foi informada pelo inspetor de tráfego que minutos antes, um outro caminhão parou no posto de apoio para informar que uma mulher com as mesmas características teria se jogado na frente do veículo e deitado no solo, porém o caminhoneiro havia conseguido desviar.
A perícia esteve no local e foi coletado material genético e impressões digitais para identificar a vítima, já que a mulher estava sem documentos. Familiares reconheceram a mulher horas depois, trata-se de Elisete Trevisan Serdan, de 50 anos. O caso foi registrado como suicídio.
Segundo os Bombeiros a rodovia permaneceu interditada por quase uma hora. Elisete está sendo velada no Velório Municipal e será sepultada às 17h desta terça-feira.
Grupo de ajuda
Marília conta com o Grupo de Prevenção ao Suicídio de Marília, que oferece palestras, rodas de conversas e atendimento psicológico social.
O projeto de Acolhimento aos Sobreviventes Enlutados por Suicídio trabalha em grupo com os familiares e amigos que perderam pessoas queridas por suicídio, que funciona toda terceira quinta-feira do mês na Faculdade Sul Americana, localizada na rua 4 de abril, 51.
Para outras informações dos projetos, basta entrar em contato pelo (14) 9-9789-0927.
Viver vale a pena
Vale lembrar que o  Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail, chat e Skype 24 horas todos os dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad